16 de jul de 2009

Lastimável

- Moço, leva mas deixa eu descer, por favor?
- Fica quieta! Ajuda nóis, que nóis ajuda você!


E esse foi o breve diálogo que tive com o senhor ladrão que me roubou R$ 9 na segunda-feira dentro do ônibus saindo da faculdade.

Três jovens perseguidos pelo sistema, pelas barbaridades do capitalismo e pela situação crítica social do país assaltaram a mim e a outras seis pessoas no fundo do ônibus na segunda-feira.
Eles levaram alguns celulares, dinheiro que estava dentro da carteira de todos nós, e um bilhete único - para quem não é de Sampa, bilhete único é o mesmo que dizer "o filho da puta levou a merda do vale-transporte de um mês de trampo".

Esse ano entrevistei uma menina de 11 anos que quando o pai ficou desempregado, se tornou empacotadeira no mercado O Dia. Se eu zombo desses putos no blog não é pq sou uma fascista medíocre antigreve. Mas é em respeito a essa menina e a todas as pessoas daquele ônibus.

Ser assaltada no buzão depois de um dia de trabalho. Andar no transporte público com medo. Ter vontade de chorar após perceber o quanto se é vulnerável... Tem preço: e no meu caso custou R$ 9. Por R$ 9... É lastimável...

Um comentário:

Miss Mund disse...

E o mais irritante é a irritação gerada por míseros R$ 9!!!