30 de mar de 2009

paixão


"Saí andando bem devagar. Sei que segurava o livro grosso com as duas mãos, comprimindo-o contra o peito. Quanto tempo levei até chegar em casa, também pouco importa. Meu peito estava quente, meu coração pensativo. Chegando em casa, não comecei a ler. Fingia que não o tinha, só para depois ter o susto de o ter. Horas depois abri-o, li algumas linhas maravilhosas, fechei-o de novo, fui passear pela casa, adiei ainda mais indo comer pão com manteiga, fingi que não sabia onde guardara o livro, achava-o, abria-o por alguns instantes. Criava as mais falsas dificuldades para aquela coisa clandestina que era a felicidade. A felicidade sempre iria ser clandestina para mim. Parece que eu já pressentia. Como demorei! Eu vivia no ar... Havia orgulho e pudor em mim. Eu era uma rainha delicada. As vezes sentava-me na rede, balançando-me com o livro aberto no colo, sem tocá-lo, em êxtase puríssimo.
Não era mais uma menina com um livro: era uma mulher com o seu amante."

Clarice Lispector, "Felicidade clandestina".
foto: Matthew Dols

26 de mar de 2009

foto da semana


A parlamentar dinamarquesa Hanne Dahl cuida de seu bebê e vota ao mesmo tempo, durante sessão do Parlamento Europeu, em Estrasburgo.
Achei fofo, mas ficou a questão: e se ela fosse homem? Aceitaria a "saia justa" de ter que levar ao trabalho mega-importante seu bebê? Teria a mesma aceitação da imprensa?

Eis o dilema do girl power: superação de limites ou superação da capacidade de subordinação?

fico me perguntando...

13 de mar de 2009

Jogo do "Se isso, faço aquilo"

Quem nunca jogou esse jogo, provavelmente é uma pessoa de decisões rápidas... Vá assistir ao House que você está perdendo tempo neste post, gata (o)!


Xsupa que é de uva!

A ideia é condicionar o quê você vai fazer depois, ao fator "sorte". Na verdade, nós nunca sabemos se é sorte mesmo, ou se temos alguma coisa a ver com aquilo. Por exemplo:
- Se o ônibus Lapa passar, vou direto para casa! Se vir o City Jaraguá vou comprar esfihas!
- Se o ônibus que eu pegar passar atrás do shopping, vou comprar uma peça de roupa!
- Se hoje eu conseguir fazer bem aquele trabalho, vou continuar no meu trampo!
- Se ele parecer mais atencioso hoje, não vou desistir de insistir em nós dois.
- Se ela falar só mais uma vez, juro que enforco a vagabunda!...

Bom, e por aí vão os exemplos! É um jogo muito leve e divertido e dá para brincar sozinho o dia inteiro. Já tô craque!!!!!!!!!!


Você pode terminar o dia comendo esfihas, com um chapéu novo, no trabalho chato que foi feito para você, caidinha por aquele cara que só te percebe quando quer, matando a %¨&*%$#$!


ô vidinha, deliciosa, hein?

7 de mar de 2009

motivos

da ANSA

é por isso que eu não sou cristã:

"Ontem, o arcebispo pernambucano reiterou que a mãe da menina e todos os médicos envolvidos em seu aborto estavam excomungados, o que na prática impede que um fiel possa receber os sacramentos da igreja, como a comunhão e o casamento.
(...)
Ele também afirmou que o padrasto da menina, que confessou ter abusado dela e de sua irmã mais velha, de 14 anos, não sofrerá a mesma punição porque o estupro não figura entre os crimes considerados gravíssimos pela Igreja Católica."

e é por isso que eu voto no Lula:

"Ao falar sobre o caso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou ontem a decisão do arcebispo pernambucano como "conservadora" e afirmou que a medicina estava "mais correta" que a igreja. "

Falta muito nele, mas, para um político, se levantar contra a igreja católica é mais difícil do que a gente imagina.
E sério, a menina foi estuprada pelo padrasto, e ela tem 9 ANOS. Ficou grávida sem nem saber o que é isso e depois de tudo a igreja, onde as pessoas normalmente procuram conforto, diz que a pecadora é ela.
Não, eu não tenho nada a ver com essa igreja, uma igreja que trata as mulheres com esse desrespeito, como cidadãs de segunda classe, animais obedientes, que imagina que todo esperma é sagrado, mas a mulher não é.
Já rompi com essa instituição, não posso concordar com eles, com suas leis... O deus deles me odeia, é só isso que eu consigo ver, me odeia por tudo que eu sou e tudo que eu faço.
Segundo esse deus eu estou errada desde a hora em que acordo até a hora que vou dormir. O sexo, o trabalho, a pílula, a camisinha, nossos seios, tudo é errado pra esse deus.
Por todas as minhas escolhas, pelas escolhas das minhas amigas e das outras mulheres. Esse deus nos vira as costas desde sempre, é um deus político. Bom seria se ninguém precisasse dele. Aí teríamos chance de viver em um mundo ético.


pôster da propaganda anti-estupro da Itália: "Quem paga pelos pecados do homem?".


5 de mar de 2009

as long as you love me...

Volta de Backstreet boys ao Brasil: luxo, poder, sedução. Oi? Cadê? Quando a gente tinha 10-11-12 anos esses caras eram a definição de homem gostoso. sonho de consumo que hoje tá mais pra sonhos de "descarte".

Bem me lembro...

Em 2001 no dia que eles vieram fazer o show em São Paulo aconteceu a minha festa de aniversário de 13 anos, e eu lembro de ter colocado o rádio no meio da festa pra que a gente pudesse ouvir a transmissão do show.


Os shows feitos no Brasil em 2001 atraíram tanto, mas tanto público que as imagens capturadas aqui foram usadas em clipes da banda. Não precisei pesquisar nada do que falo aqui, eu, como a maioria das pessoas da minha idade, tive o Backstreet boys na mente por muuuito tempo.


Mas essa volta deles tá um tanto quanto...

ai.. será que digo?
(tirem as crianças da sala, eu vou falar)

PATÉTICA!

Primeiro: Backstreet Boys sem Kevin não dá. NÃO DÁ.

Lembra do Kevin...




Ah. o Kevin...











O Kevin era o mais bonito e talentoso deles (pra mim, pra freak da Billie era o AJ), e, quando a turnê foi anunciada ele disse pra imprensa que isso era patético nas entrelinhas: "God bless you all, but I'm out". Que foi algo do tipo "Fi, tenho maizoquê fazê". Hoje na home do UOL tinha um vídeo do Brian pedindo para as pessoas IREM no show (tão ouvindo os sininhos do desespero?), enquanto isso na Folha a matéria de chamada era "Fomos os únicos que sobraram, temos que sobreviver" ou algo do tipo (não lembro e não vou passar o link, questões ideológicas).
Perdeu a magia.
Ninguém que eu conheço quis ir no show despirocar quando eles tocassem "Get Down" e olha que as pessoas do meu convívio curtem isso.
É o fim de uma era. Que deveria ter acabado mais cedo, sinto dizer.

Enquanto isso o jeito é ficar com as lições de moral, desejo, sedução e romance que as músicas antigas ainda nos trazem. Pensar que parte da nossa educação emocional também veio deles. Thanks boys!

"Once we were lovers
Just lovers we were
Oh what a lie
Once we were dreamers
Just dreamers we were
Both you and I

Now I see
you're just somebody
Who wastes all my time
And money
What a lie
You and I"
(de 10.000 promises - praticamente Kierkegaard )


decadência: define.


3 de mar de 2009

enquanto isso, na política...

Uma beleza de garota é um blog consciente. Se o mundo tá superaquecido, ou houve um golpe de Estado em Guiné-Bissau, ou a Priscila do BBB foi indicada para o paredão a gente se preocupa. Muito mesmo.
Então vamos para a matéria da semana, uma fotonovela de desejo, poder e sedução, com legendas Uma beleza de garota©

"Oh Bill, depois de tudo que você me fez eu ainda tenho que aguentar a sua versão afro na presidência que deveria ter sido minha... Passei muito tempo só na mágoa e no pavê de Sonho de Valsa, mas decidi mudar de vida após ouvir Fighter, da Christina Aguilera. Vou atrás do que quero. "


como toda a mulher... ela precisou do apoio e conselho das amigas...

"Tzipi, querida, o que eu faço? Quero ser a Hillary 2009! Já cortei o cabelo, comecei uma dieta... mas tá faltando algo"
"Don't worry, Hill. Você precisa é de um caso tórrido. Vou te apresentar o Don Juan da política israelense"
"Ele é... bom?"
"..."

no dia seguinte...

"Calma Shimon, o Bill tá vendo..."
"A noite foi ótima gatha"
"ai Shimon..."
"beijomeliga dos States"





Renovada, a secretária de estado planeja sua volta para casa...
"E aí, gostou, Hill?"
"Nossa... você já sabia que ele fazia aquilo com a boca?"
"Só indico o melhor! To contigo amiga, falando nisso, aqueles esquema de Irã..."
"Nunca que vão destruir esse país, relaxa, to de volta em julho"
"Fica bem, amiga! Me liga!"


Uma beleza de garota e você nas negociações de paz.