31 de dez de 2009

Bom Zigazig-ah 2010!



Dez anos depois... Okay, I’m sorry... Estava ocupada com a paz mundial! De qualquer forma, vim aqui hoje, desejar a todas um bom zigazig-ah para 2010!

Eu e Mary V. estamos vivendo um período lindo das nossas vidas em que não sabemos se nos jogamos da ponte. Nessas horas, as Spice sempre aparecem para salvar a pátria, ou pelo menos para nos dar um puxão de orelha.

A sempre sábia Mel B. já dizia em "Wannabe":

I wanna really, really, really wanna a zigazig-ah.

Eu podia fazer outra tradução como presente Beleza de Garota, mas acho que explicar o conceito, talvez seja mais produtivo:

Zigazig-ah nada mais é do que o direito que você tem de querer.

Não é a toa que está em “Wannabe” (pegou, pegou?)... Ter a liberdade para querer também significa querer com liberdade.

Será que você só quis o que seus pais queriam? O que seu namorado quis? O que sua melhor amiga quis para vocês? O que todo mundo acha que é bom para você? Será que você sabe interpretar suas vontades?

A questão não é o quanto o mundo e o capitalismo são opressores, meu bem!

Você pode arrumar um milhão de motivos para explicar sua vida de sacrifícios: medo de assumir os seus desejos, pois se você se enganar estará sozinha e a culpa será só sua; por preguiça de tomar um caminho mais longo; você ainda pode me dizer que a vida não te deu tempo suficiente para ficar pensando sobre isso, já que suas responsabilidades foram jogadas na sua cara de uma vez. Eu, com certeza, diria isso!

Então, o meu desejo de ano novo é que você não fique nem mais um segundo vivendo dessa forma! O “Santo Querer” implica também o “não-querer”: não quero trabalhar no final de semana. Não quero brigar. Não quero chuchu. Não quero você. Não quero ouvir sua voz. Não. Não. Não!

Mas, eu quero cerveja gelada, quero um vestido fresco, curtíssimo, que não me aperte, quero estar magra, quero comer batata frita, quero dar risada na hora errada, quero ir nadar sozinha de madrugada, quero um abraço, quero um emprego melhor, quero dinheiro, quero música!

So tell me what you want? What you really, really want?

I wanna, I wanna, I wanna, I wanna… I wanna really, really, really wanna a zigazig-ah

Pra mim e pra você também!

obs: outra explicação possível é que zigazig-ah seja um coisa completamente sem sentido, e que só esteja na música pra gente poder dar aquela tremedinha básica no joelho, maraaaaaa... Mas, eu vou ficar com a explicação filosófica-científica!

Um comentário:

Maria Chuteira (: disse...

Adoreeeeeeeei, a explicação pro zigazig-ah. Haha, um ótimo zigazig-ah pra você!