22 de dez de 2008

Demasiado Excessiva

Li uma coisa maravilhosa enquanto vinha para o trabalho.

Estou lendo um livro que pretende desmistificar maio de 68 para os franceses. Para quem não tem a menor idéia do que estou falando (não se sinta diminuído... Eu sei quase nada!), em maio de 1968 tiveram uma série de manifestações ao redor do mundo, o que o marcou como um ano da juventude revolucionária de esquerda.
Após 1968, vimos ascender no mundo, inúmeros governos de esquerda, inclusive, um fenômeno que aconteceu na América Latina muito recentemente. De qualquer forma, ele dá vários motivos que mostram que após 68, a França caiu no marasmo, e essa esquerda que ainda se dá o direito de se autoproclamar "revolucionária", só chafurda na hipocrisia e moralismo-marxista tal qual o conservadorismo preconceituoso da direita...
Blablablá...

A frase que eu li e que fiquei deeeeeliciada dizia o seguinte sobre a esquerda:

"uma ingenuidade demasiado excessiva para permanecer honesta" - (Maio de 68 explicado a Nicolas Sarkozy - pg.166)

Essa frase me deixou enlouquecida!! Vou repeti-la para o resto da vida! Citar no almoço de família, fazer redação da Fuvest, ensinar para os meus filhos, gritar no ouvido da atendente da Telefônica! Vou gastar sem fim!

Lógico, que pensei em coisas muito mais ridículas e cotidianas quando li (e não no paralelo entre a política brasileira e a francesa!). Pensei em algumas pessoas que conheço, que de tão fofas e meigas e perfeitas e educadas e corretas e do bem... Me cansam. (Booooooooring =p)
Agora, passo a acreditar ainda menos nelas!
Para além do bem e do mal, please!

Um comentário:

mary v. disse...

sim!

(you soooo get me)